Newsletter
Receba as novidades


Receber em HTML?

Educação Infantil

 

A Educação Infantil é considerada a primeira etapa da educação básica, tendo como finalidade o desenvolvimento integral da criança até cinco anos de idade.

As crianças possuem uma natureza singular, que as caracteriza como seres que sentem e pensam o mundo de um jeito muito próprio. No processo de construção do conhecimento, as crianças se utilizam das mais diferentes linguagens e exercem a capacidade que possuem de terem idéias e hipóteses originais sobre aquilo que buscam desvendar. Nessa perspectiva as crianças constroem o conhecimento a partir das interações que estabelecem com as outras pessoas e com o meio em que vivem.

Compreender, conhecer e reconhecer o jeito particular das crianças serem e estarem no mundo é o grande desafio da educação infantil e de seus profissionais.

Educar significa, portanto, propiciar situações de cuidados, brincadeiras e aprendizagens orientadas de forma integrada e que possam contribuir para o desenvolvimento das capacidades infantis de relação interpessoal, de ser e estar com os outros em uma atitude básica de aceitação, respeito e confiança, e o acesso, pelas crianças, aos conhecimentos mais amplos da realidade social e cultural.

Na esfera da instituição infantil, cuidar de uma criança em um contexto educativo significa valorizar e ajudar a desenvolver capacidades.

A identificação das necessidades sentidas e expressas pelas crianças depende da compreensão que o adulto tem das várias formas de comunicação que elas, em cada faixa etária,  possuem e desenvolvem.

Cuidar de criança é sobretudo dar atenção a ela como pessoa que está num contínuo crescimento e desenvolvimento, compreendendo sua singularidade, identificando e respondendo às suas necessidades.

Ao brincar as crianças recriam e repensam os acontecimentos que lhes deram origem, sabendo que estão brincando viagrasstore.net. O principal indicador da brincadeira, entre as crianças, é o papel que assumem enquanto brincam. Ao adotar outros papéis na brincadeira, as crianças agem frente à realidade de maneira não- literal, transferindo e substituindo suas ações cotidianas pelas ações e características do papel assumido, utilizando-se de objetos substitutos.

É no ato de brincar que a criança estabelece os diferentes vínculos entre as características do papel assumido, suas competências e as relações que possuem com outros papéis, tomando consciência disto e generalizando para outras situações.

As brincadeiras de faz-de-conta, os jogos de construções e aqueles que possuem regras, como os jogos de sociedade (também chamados de jogos de tabuleiros), jogos tradicionais, didáticos, corporais etc., propiciam a ampliação dos conhecimentos infantis por meio da atividade lúdica.

É o adulto, na figura do professor, portanto, que, na instituição infantil, ajuda a estruturam o campo das brincadeiras na vida das crianças. Consequentemente é ele que organiza sua base estrutural, por meio de oferta de determinados objetos, fantasias, brinquedos ou jogos, da delimitação e arranjo dos espaços e do tempo de brincar.

É preciso que o professor tenha consciência que na brincadeira as crianças recriam e estabilizam aquilo que sabem sobre as mais diversas esferas do conhecimento, em uma atividade espontânea e imaginativa.

O Cantinho Mágico, acreditando numa educação transformadora e concebendo a criança como um ser social, psicológico e histórico, propõe um ensino de qualidade num ambiente sadio e alegre de convivência e de aprendizagem, que contribuem para preparar alunos capazes de analisar, interpretar e transformar a realidade.

 

Compartilhe:

Alimentação Saudável
Banner
Comunique-se
  • Facebook: profile.php?id=100001060617650&sk=info
  • Twitter: @ecantinhomagico
Agenda
loader
Enquete
O que você achou do novo site do Cantinho Mágico?